sexta-feira, abril 29

Ideias saudáveis: pequeno-almoço/lanche (IX)

Chega mais uma versão de papas de aveia, desta vez com maçã. Ideais para comer a qualquer hora e um poço de variedade para quem gosta de inventar. Só enjoa mesmo quem quiser, não é?



Papas de aveia com leite de aveia e maçã

Ingredientes:
400ml de leite de aveia
3 c. sopa de farelo de aveia
2 c. soja de gérmen de trigo
1 maçã

Processo:
Triturar a maçã até obter uma papa;
Em lume brando colocar o leite, a aveia, o trigo e mexer até ferver;
Deixar engrossar;
Juntar a papa de maçã às papas de aveia.
Decorar a gosto (bolacha, cacau, coco, fruta, chia, etc)

Et voilà!

quinta-feira, abril 28

Almoços saudáveis: as sopas da Raquel

Chega mais uma sopa para vocês experimentarem. Esta então ficou qualquer coisa de maravilhoso. Adoro sopas com cenoura. Ou melhor, adoro sopas no geral.
Com moranguinhos a acompanhar e está mais do que preparado o almoço.



Sopa de legumes sem batata

Ingredientes:
 beringela
alho francês
couve
cenoura

Processo:
Cozer os legumes e, quando cozidos, bater a sopa.

PS - bato sempre a sopa para ficar mais consistente, mas podem não o fazer.

terça-feira, abril 26

Os hábitos diários que queimam 100 calorias

Claro que para pessoas tão habituadas a um estilo de vida saudável quanto eu, habituadas a andar imenso e sem esforço, a comer de forma saudável e a praticar exercício físico perder 100 calorias com estes hábitos pode não ser tão fácil assim. Mas para os preguiçosos e aqueles que até ao supermercado gostam de ir de carro ou que têm a fast food como melhor amiga, aqui ficam os hábitos diários que efetivamente te ajudam a queimar algumas calorias sem (grande) esforço. Claro que os fatores idade, peso e rapidez também são muito importantes aqui.

1. Lavar a loiça durante 40 minutos: eu se fosse a ti considerava correr ou andar durante este tempo em vez de estragar as unhas (ahah), mas aqui fica um bom motivo para lavar a loiça à mão (homens, bora lá!)

2. Arranjar o cabelo durante 35 minutos: finalmente alguém me dá uma razão para achar que a eternidade que levo a secar e esticar o cabelo não é (só) tempo perdido.

3. Restaurar ou organizar mobília durante 30 minutos: se calhar está na hora de mudares o quarto todo outra vez.

4. Carregar uma criança durante 25 minutos: será que às cavalitas também conta? E queira Deus que ela não chore durante esses 25 minutos...

5. Falar ao telefone durante 25 minutos: e é aqui que percebo (um bocadinho, pouco) quem anda às voltas quando fala ao telefone ou quem fica horas à conversa sobre sabe-lá-deus-o-quê.

6. Dançar durante 20 minutos: admito que dançar Afro durante 20 minutos ou algo igualmente intenso possa fazer doer os glúteos, as pernas e até a cabeça.

7. Andar durante 20 minutos: vá, pondera lá ires a pé até ao Mc Donalds ou ao café para que não fiques (só) com a consciência pesada.

8. Limpar o pó durante 25 minutos: Atchim, atchim! Talvez o quarto esteja mesmo a precisar de uma limpeza a fundo.

9. Ir às compras durante 60 minutos: bora lá meninas! Estava mais do que na hora!

10. Aspirar durante 30 minutos: está na hora de aspirar os cabelos todos ou o pêlo dos cães.

11. Tratar do jardim durante 25 minutos: estou fora desta! Candidatos/as?

12. Passar a ferro durante 40 minutos: será que tem de se passar (mesmo) bem?

13. Passear o cão durante 25 minutos: 5 cães equivale a pelo menos 50 minutos.

14. Dar banho ao cão durante 25 minutos: não que seja tarefa engraçada, porque inclui tomar banho também. Mas se é para perder calorias até que vale a pena.



segunda-feira, abril 25

Livra-te das malditas olheiras

Põe as culpas na falta de sono, nas alergias ou na genética. Seja lá qual for a razão das tuas terríveis olheiras, aqui ficam alguns "remédios" para experimentares em casa. Lá ajudar ajudam, agora se conseguimos livrar-nos delas de vez, duvido. Mas ter algo que permita disfarçar já ajuda bastante. Principalmente se as tuas forem tão profundas e negras quanto as minhas.  

1. Os tão famosos pepinos nos olhos: ao que parece não é só conversa!
Os pepinos são ricos em água, que hidrata a pele delicada debaixo dos olhos, e em vitamina K, que ajuda a reduzir inflamações e a descoloração da pele. Corta-os finos e coloca-os no frigorífico um bocadinho antes de os usares.

2. Rodelas de batata
Não há pepinos em casa? Sem problema! Tenta rodelas de batata. As batatas têm uma vantagem sobre os pepinos, porque se mantêm frias durante mais tempo, atenuando o inchaço.


3. Rodelas de tomate
O tomate melhora a circulação sanguínea da área dos olhos, reduzindo as olheiras. Funciona também na eliminação de borbulhas (basta esfregar na cara, ou preparar uma máscara caseira). 


4. Salsa
A salsa é rica em vitaminas C e K, que ajuda a iluminar a pele. Mistura a salsa picada com água quente (para libertar os líquidos que ela contém), deixa esfriar e aplica sobre os olhos com discos desmaquilhantes. A salsa também melhora a circulação sanguínea da área dos olhos, reduzindo as olheiras. Funciona também na eliminação de borbulhas, tal como o tomate (basta esfregar na cara, ou preparar uma máscara caseira). 


5. Rodelas ou máscara de abacate
As olheiras são muitas vezes causadas por pele seca. Para manter hidratada esta área tão delicada, também podes colocar um pedaço de abacate debaixo de cada olho. Podes ainda preparar uma máscara mais intensa misturando o abacate com uma colher de sopa de óleo de amêndoa e aplicá-la na cara. Deixa ficar 10 minutos antes de a retirares com água abundante.


6. Máscara de açafrão-da-índia 
A curcumina, o ingrediente ativo do açafrão-da-índia ou curcuma tem poderes anti-inflamatórios que reduzem o inchaço e iluminam as zonas mais pálidas. Mistura com um pouco de sumo de abacaxi até obteres uma pasta grossa para uma pele luminosa e vitaminada e aplica a máscara diretamente nas olheiras, tendo cuidado com os olhos. Deixa atuar durante 10 minutos e retira com um pano quente.



7. Bolsas de chá
Abençoada cafeína. Não só te dá aquele empurrãozinho essencial pela manhã de manhã, como também encolhe os vasos sanguíneos e ilumina as sombras quando aplicada na pele. Depois de beberes um copo (ou uns quantos) de chá, retira as bolsinhas e coloca no congelador durante 20 minutos. Depois é só relaxar enquanto as colocas em cima das olheiras.



8. Leite
O leite contém ácido lático e outros componentes que ajudam a tornar a pele mais brilhante, como proteínas, aminoácidos e antioxidantes. Ensopa bolinhas de algodão num copo de leite gelado. Coloca-as sobre as olheiras durante 10 minutos e exagua para retirar o excesso.


sexta-feira, abril 22

Ideias saudáveis: papas de aveia

Ai mãezinha que eu começo a ficar viciada em papas de aveia!
Desta vez com moranguinhos, aquele pedacinho de chocolate para enganar o desejo e com leite de aveia. Nada melhor para levar para ir comendo no trabalho.

E a foto ficou uma caca!


Papas de aveia com leite de aveia e morangos

Ingredientes:
400ml de leite de aveia
3 c. sopa de farelo de aveia
2 c. soja de gérmen de trigo
morangos q.b
chocolate negro
bolacha vegan

Processo:
Mexer tudo em lume brando até ferver;
Deixar engrossar.
Juntar morangos a gosto e um quadradinho de chocolate negro derretido no meio
desfazer 1/2 bolacha e decorar

Et voilà!

quarta-feira, abril 20

Almoços saudáveis: sopa sim, sopa sim (sem batata, por favor)

Não sou grande fã de batata, nem de massas. Sempre fui mais adepta de arroz e, desde que me tornei um tanto ou quanto viciada em comida saudável que, obviamente, prefiro arroz integral, quinoa, couscous e seus semelhantes. Ah, mas sou fã de batata doce e este sim é um amor bem recente.
E confesso que sou do tipo de pessoas que prefere sopas sem batata, porque no que conseguir minimizo o consumo de hidratos e gosto muito mais da minha sopa só com legumes. Até porque creio que como sopa todos os dias e sei o quanto vos pode parecer difícil mas, como tudo na vida, é uma questão de hábito.

Na foto esta parece verde, mas na verdade tem um toquezinho de vermelho (bendito tomate!)


(mais uma) sopa de legumes sem batata

Ingredientes:
 beringela
tomate
alho francês
couve
feijão verde

Processo:
Cozer os legumes e, quando cozidos, bater a sopa.

Ideias saudáveis: pequeno-almoço (VIII)

Confesso que estava mesmo difícil fazer papas de aveia daquelas que saem perfeitas e que são de comer e chorar por mais! Mas felizmente a espera acabou. Sou um pouco preguiçosa para medir a quantidade de cada ingrediente e faço sempre a olho, só que às vezes não resulta. Mas desta vez quero mesmo convencer-me que o problema estava no leite utilizado. E bato palmas ao leite de arroz que tanto me tem surpreendido e que tornou estas papas uma verdadeira delícia.



Papas de aveia com leite de arroz

Ingredientes:
400ml de leite de arroz
3 c. sopa de farelo de aveia
2 c. soja de gérmen de trigo

Processo:
Mexer tudo em lume brando até ferver;
Deixar engrossar.

Et voilà!

Pode adicionar-se fruta, cacau, coco ralado, canela, etc.

terça-feira, abril 19

Ideias saudáveis: tomate recheado

Este dá para snack ou para almoços/ jantares mais leves! E como eu adoro tomate, cenoura e cogumelos, decidi inventar mais uma vez e desta vez ficou engraçadinho.



Tomate recheado com cogumelos + cenoura


Ingredientes:
1 cenoura
2 tomates
aveia ou linhaça para polvilhar

Processo:
Cozinhar os cogumelos
Cozer os tomates
Fazer um buraco para tirar o interior do tomate e recheá-lo com os cogumelos
Polvilhar com farelo de aveia ou linhaça
Decorar com uma cenoura

Et voilà!




segunda-feira, abril 18

Ideias saudáveis: iogurtes para todos os gostos

Mais uma daquelas que tanto pode ser pequeno-almoço como sobremesa, snack ou aquele aconchego bom antes de ir dormir.
E como eu adoro o iogurte de soja da Alpro e calha sempre super bem quando não sei o que comer, trago-vos algumas das minhas variações.



Iogurte de soja natural com caramelo

Ingredientes:
1 iogurte de soja natural da Alpro 
(sugiro da Alpro só por causa do sabor, pois ainda não descobri iogurtes de soja naturais de outra marca que sejam igualmente bons)
2 bolachas integrais
caramelo líquido


Iogurte de soja de baunilha com muesli 

Ingredientes:
1 iogurte de soja de baunilha da Alpro
muesli simples



Iogurte de soja natural com aveia e bolacha

Ingredientes:
1 iogurte de soja natural da Alpro
farelo de aveia
2 bolachas veganas 

Em qualquer um deles, é só misturar e está prontinho!




domingo, abril 17

As "regras" alimentares que podes quebrar

Sejamos realistas: há tanta restrição em torno da alimentação e tanta teoria que por vezes nos questionamos do que será certo ou errado. Mas considerando que as pessoas têm organismos diferentes, fazem a digestão de forma diferente e por aí fora, faz todo o sentido que hajam também dietas e mecanismos de controle de peso diferentes.
Mas há certas regras que não têm de ser seguidas tão à risca assim. Porque, sejamos realistas, ninguém aguenta um regime alimentar com o qual não se sinta saciado/satisfeito durante muito tempo. O importante é irmos percebendo o que funciona ou não connosco e seguirmos algo que nos faça sentir bem.


E o que é certo é que há "regras" de restrição alimentar que não precisas de levar à letra:

1. Não tens que parar de comer às 7 da tarde
Eu não consigo. Não consigo ir dormir com fome e, infelizmente, é à noite que tenho mais fome (ou vontade de comer). Certo é que podes comer à noite, desde que faças boas escolhas. Dito pela nutricionista Jamie Mast à Women's Health: "uma caloria é uma caloria... se o total de calorias ingeridas for muito maior do que as calorias gastas, é normal que se ganhe peso seja que hora for." Basicamente, não importa quando comes. Importa sim o que comes, a quantidade de comida que ingeres e quanto exercício fazes.

2. Não tens de fazer 6 refeições durante o dia
Desde que comas as coisas certas, que comas de forma saudável, não comas porcarias o dia inteiro e não comas pouquíssimo ou demasiado, não importa a quantidade de refeições que fazes. Até porque a probabilidade de optares por comer doces ou salgados nos snacks que faças entre refeições (só para não ficar mais de 3 horas de comer) me parece muito maior. 

3. Não tens (obrigatoriamente) que tomar o pequeno-almoço todos os dias
A mim o pequeno-almoço sabe-me pela vida. Quem me tira as torradas de pão de centeio/integral/alfarroba/malte e a meia de leite de aveia/soja/arroz tira-me tudo. OK, não é assim tããão grave, porque às vezes eu própria tento combater as torradas com papas ou outra coisa mas, a não ser que acorde às 2 da tarde, não funciono sem tomar o pequeno-almoço. 
Mas há boas notícias para vocês, que preferem dormir que acordar cedo para tomar o pequeno-almoço ou mesmo aos que não conseguem comer pela manhã: um estudo recente no American Journal of Clinical Nutrition mostrou que tomar o pequeno-almoço em nada interfere com o peso. 

4. Não tens que comer tudo biológico ou orgânico
Difícil seria também. Mas felizmente ainda há coisas que podes consumir sem serem biológicas ou orgânicas. Vê aqui o que ainda podes consumir sem problema (e neste aspecto já dou graças a Deus por ter voltado da América, porque lá até um pãozinho ou uma maçã...).

5. Não tens de deixar de comer hidratos de carbono
Eu prefiro os bons hidratos de carbono e decidi arrumar as batatas e a massa: aí entra a batata doce e o arroz integral, couscous, quinoa. Confesso que não consigo deixar o pão, mas só como pão escuro. Na verdade, de acordo com um estudo recente, os Japoneses, que seguem uma alimentação rica em grãos, são o segundo povo com maior expectativa de vida no mundo. Será por isso que o sushi está tão na moda?

6. Não tens de fazer detox durante 3 dias ou durante 1 semana
Esta tem a sua piada. Fortes os que consegues e que a seguir se empanturram. Basta que sejas inteligente e cuidadoso na hora de comer, bebas água suficiente e faças algum exercício e podes evitar tal coisa. Claro é que, para pessoas como eu, que já têm o organismo habituado a pouca coisa e tudo saudável, as festas, os jantares ou tudo o que esteja fora dessa rotina já trazem aquela gordurinha indesejada de volta onde não pertence. Nada que umas quantas aulas de glúteos ou umas corridas não abatam, não é?

Um abraço apertinho para vocês que são saudáveis (ou pelo menos fingem ser).


sábado, abril 16

Almoços saudáveis: rolinhos de beringela com "queijo" quark de soja

Eu não sou grande fã de beringela e tenho-me esforçado imenso para a consumir regularmente, é um facto. É daquelas coisas que tem que estar mesmo bem disfarçada para que me caia que nem ginjas. Mas como me tornei fã de queijo quark e desta vez consegui grelhá-la e fazer uns rolinhos (quase) bonitinhos, lá marchou.

Para os fãs de beringela aqui fica:




Beringela com "queijo" quark de soja e "queijo" soja mozarella 

Ingredientes:
1 beringela
"queijo" quark de soja (aqui)
"queijo" soja mozarella (aqui)

Processo:
Fatiar a beringela e levá-la ao forno a 170º
Colocar o "queijo" soja mozarella no meio e fazer os rolinhos
Barrar com o quark os dois lados

Et voilà!


sexta-feira, abril 15

#look 24: Sr. Guilho

Algures em Campo de Ourique há um Sr. Guilho com um encanto muito especial. Não só por ser em frente à casa Fernando Pessoa, mas pela magia que lá dentro se instala. O que vos trago hoje é uma sessão fotográfica, a ideia de um fotógrafo de retratar a agitação e monotonia que se entrelaçam nos meus dias. Um obrigada a ti, Pedro Veludo.



















Look 1
Vestido-macacão: Zara (aqui)
Sapatos: Filipe Vieira na Eureka Shoes
Colar: Tous


Look 2
Jumpsuit/macacão: Zara (aqui)
Sapatos: Filipe Vieira na Eureka Shoes
Colar: Tous



quarta-feira, abril 13

As batatas fritas que, até podem ser batatas, mas fritas é que não são!

Já vos falei em tempos de como matar aquele desejo súbito de batatas fritas, evitando o sentido de culpa que se segue (aqui). E no seguimento desse post, hoje trago-vos três tipos de "batatas fritas" que são tudo menos fritas e que de batata pouco têm (só mesmo umas e é batata doce, obviamente).

Acreditem quando vos digo que os fritos não nos fazem falta nenhuma.



"Batatas fritas" que fritas é que não são

Ingredientes:
1 batata doce grande
1 courgette
1 beterraba

Processo:
Descascar a batata doce, a courgette e a beterraba e cortá-las em tirinhas finas para fazer as batatas (também pode ser às rodelas)
Colocá-las num recipiente que possa ir ao forno e levar a assar (a 170º).

Depois é só ir tomar banho, adiantar algum trabalho e ficar de olho para não queimar.
Et voilà, "batatas fritas" livres de culpa!

terça-feira, abril 12

Almoços saudáveis: tofu com couve-flor

Já foram a um daqueles casamentos onde vos dão espinafres, couve-flor, brócolos ou outro vegetal qualquer que aparentemente odeiam e se ficam a lamber no fim? Isto porque os espinafres (ou seja o que for) estavam tão bem disfarçados com molho bechamel ou natas que até se esqueceram que não gostam? Comigo é um bocadinho diferente, porque eu adoro vegetais, mas é basicamente isso que hoje vos trago aqui: couve-flor com natas de soja, queijo vegetal e tofu. De comer e chorar por mais (e com esta quantidade, está mais que visto que vou andar a comer isto três ou quatro dias)!



Tofu com couve-flor, natas de soja e queijo vegetal 

Ingredientes:
1 couve-flor
1 pacote de natas de soja light
queijo vegetal q.b para o molho
250gr de tofu

Processo:
Cozer a couve-flor;
Numa travessa colocar o tofu cortado em pedacinhos, juntar as natas de soja com um pouco de queijo vegetal para dar consistência;
Juntar a couve flor;
Levar ao forno a 180º até gratinar.

Et voilà, como eu adoro vegetais!

segunda-feira, abril 11

A desilusão de uma loja online: Princeless

O medo e a insegurança nas compras online é algo com o qual nos deparamos diariamente. Uma coisa é pedir na Zara online ou noutra loja que tão bem conhecemos, algo que experimentámos em loja e que não havia disponível. Outra, é encomendar nas lojas online e/ou nas lojas online do Facebook. Confesso que já fiz compras através do Facebook e que tenho boas experiências: na loja da Ritinha, na Espaço by Mii e, outrora, em tantas outras. Mas depois há situações que nos deixam de queixo caído e desoladas e nos fazem querer de desistir de confiar neste tipo de lojas (especialmente nas que não conhecemos). De início é tudo muito bonito: são todos muito queridos, profissionais, os produtos são sempre 100% confiáveis e garantem a satisfação do cliente. Mas na prática, não é bem isso que acontece.

Passo a contar-vos o que me aconteceu: tenho um casamento em Maio de uma grande amiga minha e estávamos à procura de vestidos para as damas de honor (ainda somos umas quantas) e vi um vestido que inclusive partilhei convosco aqui. Adorei-o, no seu todo e decidi confiar na dita loja e pedir para mim. O objectivo era pedirmos para todas as damas de honor, caso o vestido correspondesse às expectativas. Na hora de fazer a transferência, a loja online Princeless funcionou na normalidade. Quando recebi o vestido vinha num pacote minúsculo, todo amarrotado e dobrado como se de um lenço de pano se tratasse. A minha mãe até achou aquilo muito estranho. Mas pronto, podia ser só para minimizar o valor dos portes, já que são oferecidos por eles. 

Isto era o que eu esperava:


E isto foi o que recebi: um vestido salmão em vez de cor-de-rosa, um vestido de dois tons diferentes (que na foto original não o é), um vestido no qual fico com o rabo de fora e que é transparente e simplesmente horrível. Quase chorei, não pelo vestido em si, mas por ter sido enganada. E ainda me disseram que o vestido é totalmente igual à foto e que todos os seus vestidos são devidamente inspeccionados. Como assim? 

Mas a história estava longe de terminar: contactei a Princeless, pedi o reembolso, pois têm garantia de satisfação de 100% (seja lá isto o que for). Disseram-me que não fazem devoluções, que podia trocar o vestido por outro qualquer (com o prazo máximo de 14 dias) teria era que pagar os portes e esperar por um novo. Para ser tudo igual?! Enfim. Entretanto pediram-me que enviasse o meu pedido de reembolso por email e responderam-me que iriam analisar a situação. Fiquei a aguardar resposta... 1 mês depois, a resposta não havia chegado e contacto-os novamente. Respondem-me que não fazem devoluções e que a troca teria de ser efectuada até 14 dias e que já não havia nada a fazer. 
Agora pergunto-me: ganhará esta loja mais do que perde?
Se os produtos fossem confiáveis ou se pelo menos resolvessem as situações, não ganhariam clientes satisfeitas, que comprariam mais que uma vez e, por sua vez, recomendariam a outras?
A única razão pela qual resolvi expor tal situação não são os míseros 20€ que gastei, mas sim toda a tristeza em redor desta história para que a nenhuma de vocês aconteça o mesmo. 






Um beijo.