segunda-feira, outubro 31

Halloween é sinónimo de... corrida!

Confesso que o Halloween é algo que não me aquece nem arrefece. É para mim uma espécie de Carnaval "dark" e eu cá gosto pouco de coisas "dark". Claro que serve de desculpa para quem queira e possa fazer ponte, para quem queira aproveitar para organizar o tal jantar de amigos que há tempo tempo está para se realizar ou mesmo para sair à noite a uma segunda-feira e ainda fazer uns quantos disparates.
Mas o meu não terá nada disso - e este ano nem terei de ouvir as criancinhas tocar à campainha para pedir doces! Hoje vou até Lisboa, com aquelas que daqui em diante vou designar "as suspeitas do costume" (sim, prometemos que daqui em diante vamos a muitas corridas juntas), à Halloween Run Party 2016 e a noite será passada numa corrida de 8km, seguida de zumba e muita animação. Prometo que nos vestiremos a rigor (q.b, já que para correr 8km precisamos de roupa minimamente confortável) e que nos vamos divertir à brava e queimar montões de calorias!
Assim depois já vos posso trazer mais receitas de bolos maravilhosos, não é?

E vocês, como vão passar este Halloween? Contem-me tudo.


Xoxo

domingo, outubro 30

Ideias saudáveis: cheesecake de framboesas e chocolate negro num copo

Confesso que tenho andado (um pouquinho) inspirada e hoje é dia santo na loja - ou melhor no trabalho. Hoje há direito a doce e é bem merecido, já que é domingo e não podemos estar de papo para o ar ou sentado no sofá a comer pipocas e a ver filmes. Não que eu o fizesse mas... sempre serve de desculpa para fazer um doce não é? Tornando-o sempre o mais saudável possível, claro. Este é talvez o bolo que mais me seduz: o cheesecake. E fazê-lo num copinho sempre nos permite controlar a quantidade que ingerimos de uma só vez, por isso pareceu-me uma ótima ideia. Isso e o facto de ser super fácil de fazer.

Ora digam-me lá que tipo de sentimento é que esta relíquia desperta em vocês:


Cheesecake de amora e chocolate negro num frasco 
(é-me quase impossível não adicionar chocolate num doce, como já viram, mas se preferirem podem substitui-lo por outra coisa a gosto)
*Dá para 6 copinhos como os da imagem*

Ingredientes:
1 pacote de bolachas veganas Gullon sem açúcares adicionados (Diet Nature) ou Digestive 
3 colheres de sopa de manteiga de soja ou outra manteiga vegetal, ou manteiga sem sal (para os não veganos) 
2 colheres de sopa de mel natural 
150gr de queijo creme vegetal ou creme fraiche
1 tablete de 100gr de chocolate negro vegano (Sweet William) ou outro tipo de chocolate vegano
1 caixinha de 125gr de framboesas

Processo: 
Junte as bolachas esmagadas com a manteiga amolecida, usando as mãos. Misture o mel. 
Calque-a contra o fundo dos copinhos. 
Ponha o chocolate negro partido numa taça e derreta-o no microondas, na potência mínima. 
Vá controlando e mexendo, para não queimar (poderá também derretê-lo em banho-maria). 
Junte uma camada de queijo creme vegetal ou creme fraiche nos copinhos e deite o chocolate logo de seguida. 
Decore com as framboesas e leve ao frio durante 5/10 minutos. 

Recomendo que os preparem antes da refeição e os consumam de seguida, para o chocolate não solidificar no frio. Poderão também misturar o chocolate na base do cheesecake, se preferirem.

Aprovado? Nhamiiiii

sábado, outubro 29

É a loucura: a Forever 21 chegou ao Colombo

Forever 21, where the clothes last for 21 hours.


Mas não é hoje certamente.
Já todos sabem que a Forever21 abriu hoje no Colombo, não é? Ainda bem que estou a trabalhar ou seria morte certa. Não sei que tipo de magia é que a minha irmã faz, mas ela lá conseguiu convencer a mamã e ir até ao Colombo. Confesso que só de pensar na fila com quase 10km me dá vontade de chorar, mas caso não estivesse a trabalhar talvez fosse parte dessa fila. Mas ainda bem que aqui estou: a carteira agradece e a mente também.
Mas é claro que não podia deixar de selecionar algumas peças mega fofas que fazem bater forte o meu coração. Mas será que, mesmo que houvesse por lá, ia sobrar alguma para mim? Creio que nunca saberemos.

Ora vejam lá se não ficam com os olhos em bico:








sexta-feira, outubro 28

Evento Solidário: Pão-por-Deus na Marina do Parque das Nações

Se estiverem por Lisboa no próximo dia 1 de novembro, acho que deviam passar pela Marina do Parque das Nações e aproveitar para participar nesta campanha.
Confesso que o evento é da minha autoria e, por isso, estou orgulhosa e babada com esta iniciativa, mas digam lá se não foi uma ideia gira?
O objetivo será a angariação de roupas, brinquedos, material escolar, bens alimentares para distribuição pelas várias instituições disponíveis nas embalagens solidárias dos CTT (lista aqui).

Já agora, apelo à vossa opinião: que flyer gostam mais?



quinta-feira, outubro 27

Ideias saudáveis: bolo de cenoura e chocolate negro

Confesso que estou bastante orgulhosa e completamente babada com esta receitinha que vos trago hoje. Ficou de comer e chorar por mais. Que pena que ficou tão pequenininho, já estou a ver que vou ter de fazer outro rapidamente. Olhem lá bem esta maravilha:


Bolo de cenoura e chocolate

Ingredientes:
3 cenouras médias raladas
1/2 chávena de água
4 ovos ou "ovos de linhaça" (3 c. sopa de água por 1 de linhaça moída)
2 chávenas (chá) de açúcar mascavado
2 e 1/2 chávenas (chá) de farinha de centeio ou trigo integral
1 colher (sopa) de fermento em pó
óleo de coco 

Cobertura:
50gr chocolate negro ou chocolate vegano plantil 

Processo: 
Na liquidificadora, bata a cenoura ralada com os ovos (ou o substituto vegano) e misture a água.
Acrescente o açúcar e bata por mais 5 minutos.
Deite esse preparado para uma tigela, misture a farinha e por fim o fermento.
Pré-aqueça o forno a 180º, unte uma forma com óleo de coco e leve o preparado ao forno durante 40 minutos.

Derreta o chocolate em banho-maria.
Quando o bolo estiver pronto, deixe arrefecer, tire da forma e deite o chocolate derretido por cima.
Et voilà! Assim a vida até tem outro encanto!

quarta-feira, outubro 26

Ideias saudáveis: granola de côco e arandos

É hoje! É hoje que vos trago uma receita caseirinha de granola. Uma receita que me passou a doce Cat, tão doida por comida saudável quanto eu (já vos falei dela aqui). Hoje deu-nos para a maluqueira e andamos a matutar criar uma empresa de comida saudável, com workshops incluídos para quem tenha interesse. O que acham? Acham que tínhamos sucesso?

Ora vejam lá se não é maravilhosa esta granola:


Granola de côco e arandos

Ingredientes:
(para um frasco com capacidade de 2L)
2 chávenas de flocos de aveia integral **
2 chávenas de arroz tufado integral *
1/2 chávena de coco ralado
1/2 chávena de pevides de abóbora **
1 chávena de café de sementes de linhaça **
1 chávena de café de sementes de girassol **
200 ml de mel de rosmaninho **
2 c. sopa de óleo de coco *
1/2 chávena de arandos desidratados **
1 chávena de café de bagas de goji **
+ quem desejar, pode também acrescentar 1/2 chávena de frutos secos (amêndoas, avelãs, nozes, cajus, etc.)

* à venda em lojas de produtos naturais
** à venda em super ou hipermercados, no corredor da alimentação saudável (e também em lojas de produtos naturais).

Processo: 
Pré-aquecer o forno a 200ºC e forrar um tabuleiro grande com papel vegetal.
Numa taça grande misturar os flocos de aveia com o arroz tufado, as amêndoas e as avelãs, o coco ralado, as pevides de abóbora e as sementes de linhaça e de girassol ( + os frutos secos, caso desejarem).
Num tachinho ao lume, aquecer ligeiramente o mel, até estar morno.
Retirar do lume e juntar o óleo de côco, mexendo suavemente até este se dissolver por completo.
Verter o preparado na taça e envolver bem todos os ingredientes, com uma colher de pau ou, como eu costumo fazer, com as mãos.
Deitar a mistura no tabuleiro, espalhando bem.
Levar ao forno durante 30 a 45 minutos, remexendo a cada 10 minutos, para que toda a granola fique uniformemente dourada e estaladiça.
Retirar do forno e deixar arrefecer antes de salpicar com os arandos e as bagas de goji.
Guardar a granola num frasco hermético até 15 dias.
Nhami!

segunda-feira, outubro 24

A mais triste das despedidas: adeus verão... olá inverno!

Let us love winter, for it is the spring of genius.


Eu cá tenho uma espécie de aversão ao inverno. É a roupa por camadas, são as camisolas gigantescas de lã que nos fazem parecer sacos de batatas, são as frieiras, as mãos geladas, a dificuldade em adormecer sem o robe, a impossibilidade de viver sem aquecedor, a chuva, os dias frios e cinzentos que nos alteram o humor, mas gosto dos domingões em que a chuva bate lá fora e a trovoada estoira e nos sentamos em família no sofá, sem fazer rigorosamente nada. 
As minhas opções vão sempre para os casacões bonitinhos, blazers, jumpsuits ou vestidos, já que é um pouco mais complicado encontrar camisolas de inverno fofas. Ora vejam lá se descobrem as cores que me conquistam o coração e se descobrem um "estilo" comum entre elas.

Missguided | Aqui

Missguided | Aqui
Missguided | Aqui 
Missguided | Aqui


Missguided | Aqui
Sabo Skirt | Aqui 

Nasty Gal | Aqui



Zara | Aqui

sábado, outubro 22

Guia de Viagem: Croácia (Split) - os vídeos de cortar a respiração

Cá estão os tão prometidos vídeos da minha viagem a Split!

1. Blue Cave: 
A Blue Cave é, para mim, um dos fenómenos naturais mais lindos do mundo. Situada na ilha Bisevo, na Croácia, é sem dúvida uma tour que vale muito a pena. Com a sua cor profundamente azul, criada pela refração da luz do sol entrando através de uma fenda nas rochas, não deixa ninguém indiferente. Foi recentemente aberta ao público e tem sido uma das preferências dos turistas desde a sua abertura.

                                   

2. Blue Lagoon 
A Blue Lagoon não é a habitual lagoa azul criada por recifes de corais encontrados em torno de ilhas tropicais que formam uma lagoa com as águas cristalinas do mar azul no interior. Não há recifes de corais na Croácia, mas isso não significa que não existam lagoas azuis. As lagoas azuis na Croácia são geralmente formadas entre um número de pequenas ilhas que são normalmente separadas por lagoas às quais chamam lagoas azuis. A água cristalina dentro da lagoa é imaculadamente clara para que possamos ver todo o caminho até ao fundo do mar. É possível ver os peixes e outros animais marinhos no fundo da lagoa. É possível fazer snorkelling na blue lagoon e desfrutar da sua cor maravilhosa.

                                   

3. Krka - National Park:
O Krka National Park está dentro de Šibenik-Knin County, e abrange uma área total de 109 km², sendo uma das seções mais belas do rio Krka, e do curso inferior do rio Čikola. O parque nacional é uma área vasta e de valor natural inalterado excepcional, incluindo ecossistemas preservados. O objetivo do parque é servir a ciência, cultura, educação e lazer, enquanto que as atividades de turismo também foram introduzidas para os seus visitantes. As cascatas são o fenómeno fundamental deste parque natural. A reação é sempre a mesma: "WOWWWWWW"

                                   

Bom fim de semana para todos vocês! 
Xoxo 

sexta-feira, outubro 21

#look 44: eye candy

De volta à doce Lisboa, ao nosso lindo Portugal, onde em pleno mês de Outubro ainda faz sol (e calor). Maravilha este nosso amor! Para mim, Lisboa pinta-se de cor-de-rosa, com o cheiro dos pastéis de nata, o calor do vinho e o som do Fado. Lisboa é linda e permite-nos sentir-nos turistas dentro do nosso próprio país. Não é assim? E o look que vos trago hoje adequa-se perfeitamente a este sentimento tão cheio de cor. Ora vejam:


Um beijinho e sejam felizes, porque tudo o que levamos da vida são as memórias e as experiências únicas.

  Look 
Leggings: Zara Woman
T-shirt: Zara Trafaluc
Casaco: Zara Woman
Colar: Tous
Botas: Lemon Jelly
Relógio: Daniel Wellington

quinta-feira, outubro 20

Guia de Viagem: Split (Croácia)

Algures plantado no Mar Adriático, com a montanha do lado oposto, no meio de tudo e de nada, existe um país com duas faces: quem não o conhece não dá nada por ele, mas quem já lá foi suspira, com os seus olhos a brilhar que nem diamantes e o seu coração a saltar pela boca só de ouvir o seu nome. A Croácia, com certeza. Onde a magia floresce e o amor acontece. Um amor que começa e acaba no mar.

E como uma das coisas boas da vida é a partilha e o meu papel também é semear magia dentro de vocês (e como prometido é devido), trago-vos um souvenir da minha viagem e hoje conto-vos o que por lá encontrei, com imagens, porque elas irão transportar-vos para um mundo que as palavras não conseguirão: a terra do nunca plantada no Adriático.
Aconselho vivamente todos estes lugares maravilhosos: split, hvar, vis, blue cave, stiniva bay, bisevo, green cave, blue lagoon, makaskra, omis, podstrana, krka national park, brac (supetar) e dubrovnik.
Ora digam lá se não é de arrepiar a espinha:

Blue cave
Makaskra

Hvar

Krka National Park



Split


Green Cave 






Apesar do frio que me corria nas veias e da chuva intensa que nos cobriu durante alguns dias, eis que o clima tropical se implantou e o sol ainda nos permitiu tomar banho naquele mar transparente. Um conselho? Levem sapatos molháveis para conseguirem entrar na água porque efetivamente há pedras em vez de areia e não vão querer magoar os pezinhos. Mas vale assim MUITO a pena. Acreditem no que vos digo.

Outra coisa que vale a pena e da qual me orgulho de ter feito é a tour à blue cave + 5 islands. Embora 90€ possam parecer puxados, para quem tudo quer visitar, quantos de nós ainda não gastaram isso nunca consulta especializada ou numa prenda qualquer? Então porque não gastá-los numa experiência única na nossa vida que não saberemos se iremos repetir? Eu cá segui o conselho da mamã (e mãe sabe sempre) e vocês deviam seguir o meu. Vale a pena? Tudo vale a pena se a alma não é pequena. E a minha é bem grande e a vossa também. Vale cada segundo, cada ilha, cada história, cada magia. Vale cada segundo de frio no speedboat velor, cheio de gente viva, vale o almoço incluído, vale o mergulho na blue lagoon ou na green cave e vale cada gota de água no cabelo se São Pedro assim o desejar.

Agora de volta à base, deixo para trás a vista azul límpida daquele terraço ordinário, desse mar que está em toda a parte e torna impossível não se apaixonar.
Para comer as minhas sugestões de meia-leca exigente vão para os strudels de maçã na Bobis ou na Pekara, por toda a parte, a lasanha vegetariana em hvar ou a vege fast food em Split. Para os carnívoros e os demais há os famosos cevapi ou as mil e uma pizzarias, há boas casas de peixe e gelatarias e pastelarias em cada esquina. Há também bazares e a tradicionalíssima lavanda, assim como o raki, o digestivo típico que aquece os que preferem beber a comer.
Prometo que em breve publico uns vídeos de cortar a respiração, sim?