sexta-feira, março 10

Tête-à-tête com o J. Lisbon aka O Alfaiate Lisboeta

A rubrica Tête-à-tête de hoje tem um propósito muito especial. Entrámos no mundo da marca J. LISBON, da autoria do José Cabral, mais conhecido como O Alfaiate LisboetaUma pessoa com várias paixões, uma inspiração para todos nós e uma grande referência no mundo da blogosfera a inaugurar a presença masculina nesta rubrica. 


Como surge o J. Lisbon?
A ideia inicial do J. LISBON nasce de um desafio do Ministério da Economia (há já uns anos) para coordenar um projeto que desse visibilidade a marcas portuguesas. Um projeto que acabou por não ganhar forma mas que me deixou a pensar nesta ideia de ter uma loja online que vivesse essencialmente do que melhor fosse feito em Portugal. Mas uma ideia é apenas um ponto de partida. A execução da mesma é que traz com ela todos os desafios.

Conta-me, quem é o José Cabral? 
Sei que a internet em geral e a blogosfera em particular vivem muito de uma certa facilidade de falar de nós mesmos, daquilo que mais gostamos ou do que melhor fazemos mas, honestamente, desfruto muito pouco de falar de mim. Sou um tipo muito comum, é a única coisa que me ocorre dizer sobre mim mesmo.

Satisfaz-nos uma curiosidade: O Alfaiate Lisboeta ficou para trás?
O AlfaiateLisboeta é o projeto que mais me apaixonou em toda a minha vida. Dito isto sim... Acho que se pode dizer que ficou de alguma forma para trás ou que já viveu pelo menos o seu momento mais intenso. Foi um processo muito bonito de viver em todos os sentidos, até porque se os outros o viam como um projeto profissional eu sempre o senti como algo pessoal. Mas se por um lado fui perdendo a vontade de fazer algo que me deu tanto gozo (abordar estranhos na rua e fotografá-los) por outro esta transformação dos blogues em plataformas comerciais (quando apareceram inicialmente como veículos editoriais independentes, genuínos, etc.) pode também ter contribuído com uma certa desilusão sobre o que se poderia esperar de mim. É difícil de explicar mas achei que preferia parar que fazer o que quer que fosse que não tinha tanto sentido para mim.

Quanto tempo andaste a matutar neste projeto?
Com O Alfaiate Lisboeta foi algo muito imediato. Com o J. LISBON foi diferente. É um negócio com todos os riscos e consequências que qualquer projecto dessa natureza pode gerar. Há sempre um frio na barriga...

Até onde gostarias de voar com a J. Lisbon?
Gostava que se tornasse numa marca de retalho de referência. Numa loja online incontornável para os homens europeus.

O que vos distingue das demais marcas?
O J.LISBON  privilegia mais que tudo a experiência de produto num contexto online. Como é que é esta é composta? Por imagens e palavras. O que o J. LISBON fez foi tirar os produtos do estúdio e conferir-lhes uma ambiência muito mais real e fazer com que a componente verbal não se limitasse a um papel descritivo mas que conduzisse o homem pelo produto, pelos seus atributos e pelos contextos em que tem sentido vesti-lo.

Têm algum slogan? Se sim, qual?
Não há nenhum slogan mas há uma coisa que levo muito a sério. A razão de ser de qualquer negocio encontra-se na mais-valia que gera para os clientes. E essa mais-valia é quase o objectivo em si mesmo. Tudo o resto, o volume de negócio ou qualquer outro indicador financeiro deve ser um reflexo desse esforço. Fazer clientes felizes é a melhor forma de fazer prosperar um negócio.

Em que ponto da tua vida é que chega a "CAIÁGUA"? Estes dois projetos interligam-se?
Foi um projeto que nasce da amizade e da convivência com o Tomás Lobo, um dos meus bons amigos do Porto. Este sábado os casacos vão desfilar na Moda Lisboa, temos tido agentes internacionais a querer distribuir o produto em mercados interessantes... honestamente acho que o projeto está a progredir a um bom ritmo. O Tomás e eu estamos muito entusiasmados!  



Obrigada José pelo carinho! 
E vocês, já o conheciam, certo? Conheciam estes dois projetos apaixonantes do autor d'O Alfaiate Lisboeta? ❤️

8 comentários:

  1. Eu ja o conhecia há algum tempo, gostei muito :)

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia mas são estas pessoas e estes projetos que valem sempre a pena conhecer! Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim! O José é uma inspiração para todos nós *

      Eliminar
  3. Acompanhava imenso o alfaiate lisboeta e tenho o livro aqui em casa :) Deve ter sido incrível falares com ele princesa <3

    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM //

    ResponderEliminar
  4. great post never herd of it before, great to learn new things
    have a great weekend
    www.mssparkleandglow.com

    ResponderEliminar